cerveja cervejas

Xingu: a nobreza brasileira em forma de cerveja!

14:03Rafaela Namorato


Aooowwww povo cervejeiro do Boteco mais charmoso da internet. Vem comigo que o hoje o papo é sobre cerveja (aliás, faz um tempo que a gente não fala sobre isso. Já está até rolando uma crise de abstinência aqui) (aliás 2, eu nunca vi um boteco demorar tanto pra falar de cerveja. Pensando seriamente em conversar com a dona do estabelecimento. Ah tá! Sou eu. Desculpa).

Ainda falando sobre as cervejas fabricadas no Brasil, temos a honra, o prazer, a felicidade de apresentar a vocês a Cerveja Xingu (aff que deu até água na boca agora). Essa danadinha conquistou meu coração!

Já fazia um tempo que eu vinha namorando essa marca nas gôndolas dos supermercados. Algo me dizia que aquela garrafinha trazia em seu conteúdo um sabor especial. E batata. Eu não estava enganada. Fui surpreendida positivamente com uma cerveja escura, encorpada e com um sabor suave e marcante ao mesmo tempo.

Com produção 100% brasileira, a cerveja Xingu é fabricada pela Heineken e conta com ingredientes nobres e de qualidade inquestionável. E é esse cuidado na escolha dos ingredientes e na produção da cerveja que a faz tão especial, chegando ao ponto de conquistar também a Terra do Tio Sam e o mercado europeu.



Vale ressaltar que a cerveja é detentora do Prêmio Internacional como a Melhor Cerveja Escura do Mundo pelo Beverage Institute Tasting, de Chicago, tendo sido premiada na Bélgica em 2006 pelo International Taste & Quality Institute que avaliou a sua qualidade (é pra glorificar de pé minha gente. Pode aplaudir… Aeeeee).



A cerveja Xingu faz parte da linha de cervejas escuras Premium, tendo como características um corpo médio e a espuma cremosa. Além disso, a Xingu apresenta aroma e sabor de malte tostado, bem como notas de café. Tudo na medida para o paladar (É sério, gente… o trem é bão demais da conta!).



Na minha humilde opinião, a Xingu (até o momento) foi a cerveja escura que apresentou o melhor custo x benefício, principalmente em relação ao formato long neck.

A Petra e a minha idolatrada, salve salve, Bohemia, que me perdoem, mas a Xingu acabou de tomar o lugar no podium como a minha escura favorita.

Teor alcóolico: 4,6%
Copo ideal: Taça ou Caldereta
Temperatura: 6º C
Sabor: Sabor de malte tostado e um pouco de café. Amargor na medida.
Composição: Água, malde, lúpulo, cereais não maltados, carboidratos, corante caramelo INS 150c, estabilizante INS 405 e antioxidante INS 224 e INS 316.



"Após muita pesquisa, Alan Eames, historiador e especialista em cervejas, descobriu registros de um misterioso líquido que era utilizado por tribos indígenas da Amazônia, em cerimônias religiosas e eventos sociais. A preciosidade era feita tendo como base, a água, cereais torrados e era fermentada por leveduras silvestres. Empolgado com a descoberta, mas sem acesso à bebida, Alan apresenta todos os conceitos de seu estudo para o grupo que o havia contratado para realizar a pesquisa. O grupo juntamente com uma microcervejaria brasileira tentaram, então, desenvolver uma cerveja que tivesse em sua essência, os mistérios e a autenticidade da Amazônia. Nascia a brasileiríssima Xingu".

You Might Also Like

0 comentários

Deixe seu comentário. Ele é muito importante para nós!

Snapchat: @obotecofeminino

Snapchat: @obotecofeminino

Arquivo do blog

Formulário de contato